quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Reflexão


Não controlamos o que sentimos, apenas o que fazemos com esse sentimento.

4 comentários:

Carlos Pires disse...

Não podemos ligar e desligar as emoções como se liga e desliga a luz da sala. Ninguém se apaixona ou assusta voluntariamente. Mas podemos influenciá-las. Há pensamentos e acções que podem influenciar a intensidade e a duração das emoções. Por exemplo: se estou triste posso decidir ir passear; se estou zangado com um acto de uma pessoa posso recordar coisas boas que ela já fez. Isso não faz a tristeza e a irritação desaparecerem automaticamente, mas impede que me dominem.

Kátia Ruivo disse...

perfeito. Assim como seu blog.

bjs

Cristina Bernardes disse...

Obrigado pelas vossas opiniões que reforçam o nosso desejo de continuar...

Carla Martins disse...

Nossa...simples, mas verdadeiro e ge-ni-al!!!

fez pensar...

beijos!