segunda-feira, 11 de maio de 2009

marés de inverno

Sinopse: " «– A minha memória tem buracos que não consigo preencher – disse-me em tom triste. – Quero recordar a nossa juventude, mas tudo parece desligado. Tu podias escrever acerca de nós, vasco, sempre tiveste jeito para essas coisas.» Deitado numa cama de hospital para morrer, Michael vai perdendo a clareza das memórias de rapaz, quando o seu mundo era apenas um grupo de amigos surfistas e a enorme paixão pelo mar que os mantinha unidos.Vasco assiste ao crescente sofrimento do amigo, ao afastamento da mulher que ama, ao despontar de uma paixão, à morte dos que mais estima, e aperta as rédeas do tempo para cumprir a sua promessa: escrever a história da sua juventude."
Tenho andado a roubar muitas horas do meu sono para ler, enquanto o corpo não reclamar , vou continuando a ler, a ler e a ler. Por mero acaso, foi-me dado a conhecer o romance "marés de inverno" através do blogue Marés de inverno.
Quando iniciei a leitura deste livro, ontem à tarde, nada me fazia prever que o ia devorar avidamente e com tanto entusiasmo.
Fiquei agradavelmente surpreendida, sou sincera! Por um lado, não sendo fã de surf, não pensei que através da leitura deste romance pudesse aprender tanta coisa sobre este desporto; por outro lado sendo uma estreia deste autor, Luís Miguel Raposo, não sabia muito bem o que me esperava...
Pois bem, agradeço ao blogue Marés de inverno pela divulgação do romance. Amei, adorei desde a primeira linha até à última letra. A escrita deste autor é envolvente, rica e pormenorizada; o leitor é sugado para o interior do romance através da explosão de sentimentos e acontecimentos trágicos, que podem e acontecem a qualquer um de nós, nos nossos dias. Luís Miguel Raposo usa e abusa de uma linguagem acessível mas ao mesmo tempo cheia de vocabulário requintado. Achei curioso a marca línguística que deixa no romance: não utilisa maiúsculas excepto em algumas situações bem precisas. As descrições são fabulosas e intensas, em vários momentos cruciais do romance, somos transportados através de sentimentos de amor e de dor como se fosse o nosso "eu" a sentir...
Muito poderia ainda dizer sobre este livro que me fascinou, mas vou deixar-vos descobrir o resto.
Parabéns a este autor que como indica a capa é sem dúvida o "autor-revelação de língua portuguesa" e acredito que ainda vai dar muito que falar.
Nota: 9/10

4 comentários:

surfing with an alien disse...

obrigado, Cristina. fiquei imensamente sensibilizado e feliz com o comentário. gostaria de poder incluir um resumo no blog marés de inverno, com link para aqui... será que posso?
luís miguel raposo

Cristina Bernardes disse...

Claro; eu é que agradeço a confiança. Até breve.

Carla Martins disse...

Olhaaaaaa, fiquei com vontade de ler!!! :)

Deve ser ótimo, hein?

Gleidston disse...

Parabéns pelo espaço,informativo e atractivo.

Otima 4f.

bjs