sexta-feira, 29 de maio de 2009

Cada um cumpre o destino que lhe cumpre

Esta semana foi uma semana complicada com o espectáculo dos nossos jovens na dramatização da peça Ardínia e Tedo... Atrasei-me um pouco nas minhas leituras...
Como ainda me ando a deliciar com Fernando Pessoa, deixo-vos aqui mais um belo poema:

Cada um cumpre o destino que lhe cumpre

Cada um cumpre o destino que lhe cumpre

E deseja o destino que deseja;

Nem cumpre o que deseja, nem desja o que cumpre.

Como as pedras na orla dos canteiros

O Fado nos dispõe, e ali ficamos;

Que a Sorte nos fez postos

Onde houvemos de sê-lo.

Não tenhamos melhor conhecimento

Do que nos coube que de que nos coube.

Cumpramos o que somos.

Nada mais nos é dado.

Odes/ Ricardo Reis.

4 comentários:

Gleidston disse...

Cada um cumpre o destino que lhe cumpre.

Uma grande reflexão, somos o que fazemos, e realmente nada mesmo nos é dado,maravilhoso poema,parabéns.

Otimo fim de semana pra voce.

beijos!

Carla Martins disse...

Ele é genial, né?

beijos brasileiros!

Helder Carvalho disse...

Penso que o destino de cada um de nós está marcado,
Mas por vezes é difícil de enfrenta-lo ou encarar a realidade.

Helder

Fábulas De Encantar disse...

Alguém disse que o destino nada é mais, do que o futuro das acções que fazemos hoje... não adianta fugir!!
Pedro Machado