quarta-feira, 18 de março de 2009

Vasto Mar de Sargaços

Sinopse: "Perdida entre estranhos numas Antilhas tão fascinantes como opressivas, vítima de diversos infortúnios familiares e minada pela incompreensão e desprezo do marido, Antoinette vai perdendo tudo o que amava, incluindo a segurança necessária para manter o equilíbrio mental... Este extraordinário romance desenvolve-se paralelamente ao clássico gótico de Charlotte Brontë Jane Eyre, e procura reescrever a história da primeira mulher de Edward Fairfax Rochester, a «louca do sotão». A voz turbulenta da Antoinette, silenciada no romance de Brontë, oferece ao leitor uma possibilidade de compreender as causas dessa loucura que o romance vitoriano se empenhou de manter escondida..."
Este romance de Jean Rhys está longe de ser um livro fascinante no entanto, a sua leitura é fácil e rápida. Sou sincera, não gostei... perdi-me um pouco no enredo da história, talvez por distracção, por este não me estar a cativar.
Paciência! Para conhecer e dar valor ao que de bom se escreve, é necessário também conhecer o que de menos bom se faz ou pelo menos que menos nos atrai.
Nota: 3/10

5 comentários:

Canochinha disse...

Por acaso, fiquei um bocado de pé atrás quando li a sinopse deste livro porque fiquei com a ideia que só ia conseguir desfrutá-lo depois de ler o "Jane Eyre". Adquiri-o, mas só o vou ler depois do "Jane Eyre".

isilda disse...

É verdade. Só quem se entranha na leitura é que pode opinar de forma lúcida. Quando não gostamos, é de recusar. Tal e qual como na nossa vida. Para isso, a experiência e as nossas vivências nos vão construindo e moldando.
Obrigada pelo testemunho. Se a Drª Cristina não apreciou, eu já nem tentarei abordá-lo.

Isilda

Pedro disse...

brr!

3... isso foi mau =/

Já tenho o Jane Eyre na estante para ler. Estou (estava?) com alguma expectativa quanto a este... =/ Depois de tal opinião, vou ler mesmo em breve porque é, como dizes, de leitura fácil.

tonsdeazul disse...

Concordo com a Canochinha. Apesar disso acabei por ler o livro e conclui que tinha de ler mesmo "Jane Eyre", para poder compreender a personagem principal da história. Pois quando o terminei fiquei com a sensação que me faltava uma parte da história.

Cristina Bernardes disse...

Pelos visto, vou ter de ler tb "Jane Eyre" para ver se mudo um pouco de opinião em relação a este livro. De qualquer modo, as leituras que fazemos e as nossas opiniões são sempre subjectivas, visto que dependem das nossas vivências e das nossas outras leituras.