quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

Contos Orientais


Os Contos Orientais de Marguerite Yourcenar oferecem-nos dez pequenos contos deliciosos!!! A Salvação de Wang-Fô é talvez o conto mais conhecido e enigmático. Cada conto transpira de diversidade cultural e parece uma janela aberta para "um muito real mas perdido mundo".

"Da China à Grécia, dos Balcãs ao Japão, o conjunto de fábulas e de lendas que constituem os Contos Orientais remete o leitor para o espaço insituável onde o sonho e o mito fazem ouvir, em cada breve narrativa, a [Marguerite Yourcenar] sua estranha e obsessiva voz".

in badana Contos Orientais de Marguerite Yourcenar

Nota: 8/10

7 comentários:

Butterfly disse...

De Marguerite Yourcenar li "Como a Água que corre" e adorei !
Gosto bastante do conto como género literário e sempre tive curiosidade em ler este título !Após ter lido a tua opinião, certamente que este vai ser (mais)um livro para ler !

A propósito, retribui-te o "afecto" no meu blog ... este blog merece ! ;)

Bjinhos

Cristina Bernardes disse...

Obrigado Butterfly... até breve.

Calamity Jane disse...

Sou apaixonada por contos orientais. Possuo alguns exemplares de contos japoneses, mas ainda não tenho nenhum sobre os restantes países asiáticos. Irei, portanto adicionar este á lista.

Entretanto, gostaria de avisar que tem mais um prémio no meu blog.

Pedro disse...

Não duvido que este livro seja muito bom, aliás acho que iria gostar de ler "A Salvação de Wang-Fô".

No entanto, eu DETESTEI (*blush*) "Memórias de Adriano", desta autora... Ou melhor, não foi bem detestar, foi mais o livro que mais me custou ler e chegar ao fim, foi mesmo um sofrimento! Por isso, prefiro pôr de lado qualquer coisa da senhora =P

Cristina Bernardes disse...

Pedro, as Memórias de Adriano, nada têm a ver com os Contos orientais... Vai por mim e experimenta ( eu tb não gostei das Memórias de Adriano, ainda por cima era leitura obrigatória!!!)

EMD disse...

Os «Contos Orientais», leitura obrigatória na Faculdade, são admiráveis. Outras atmosferas, outros paradigmas de vida.
E como são contos - a minha debilidade - lêem-se de um fôlego.
A propósito gostei da mudança da Floresta. Template próprio?
Bfs

Cristina Bernardes disse...

Olá EMD...os contos orientais foram lidos para um trabalho com a Prof. de Literatura Brasileira, em trabalho de mesa redonda... ADOREI. Obrigado, tb acho que este novo visual é mais aliciante e agradável